():

Blog Projetar

Para que serve uma planta baixa – Parte 2

Planta de construção: o que é e para que serve uma planta baixa – Parte 2

Continuando nosso artigo sobre planta de construção, vamos entender as demais partes.

Plano de Relatório de Pesquisa Preliminar

O plano de apresentação preliminar da pesquisa é o primeiro desenho técnico elaborado para o próprio cliente. Como o nome sugere, traz ideias preliminares ao projeto e é mais detalhado que o anterior.

O ideal é que o documento explique como o ambiente se expressa, mostre as dimensões de cada espaço e permita que até mesmo o leigo compreenda a ideia central.

Plano de Apresentação Preliminar do Projeto

Após a proposta do cliente, o arquiteto faz todas as alterações e propõe um anteprojeto. Deve ser mais detalhado e conter dados mais específicos sobre pontos não inseridos no modelo anterior.

A linguagem usada aqui ainda é acessível, pois se aplica a clientes e não profissionais. Além disso, a critério dos profissionais que o desenvolveram, alguns desenhos mais detalhados de destaques e inovações arquitetônicas poderiam ser acrescentados.

Planta legal

O plano legal foi criado para ter acesso à prefeitura onde o imóvel está localizado. Por fim, os funcionários devem entender a ideia do trabalho e verificar se tudo está de acordo com as leis aplicáveis.

Portanto, não é necessário que a planta baixa contenha os detalhes do layout da sala. Na verdade, eles verificam outras informações como: B. A presença de áreas úmidas, captação de águas pluviais, retrocessos e áreas ambientais.

Plano de implementação

Um plano de execução é uma descrição do uso do trabalho. Ele é projetado de forma que o capataz, pedreiro e outros gerentes de construção possam perceber tudo o que o arquiteto tem em mente e discute com o cliente.

Quanto mais detalhes e informações você adicionar, menor será a probabilidade de execução incorreta. Por isso, é importante que o plano seja bem completo, com notas de rodapé e todos os auxílios gráficos para facilitar o entendimento.

Planta humanizada

A humanização das plantas tem uma função muito específica: transportar os leigos para o meio ambiente. O objetivo é comunicar de forma mais realista os resultados do trabalho ao cliente.

Não possui tantos detalhes técnicos de construção, focando no layout, diferenças e até conceitos de decoração do ambiente. É por esta razão que é frequentemente utilizado na introdução de novos negócios.

Plantas de fachada

Um plano de fachada é criado para apresentar uma proposta de fachada ao cliente para construção. Portanto, não é tanto um detalhe técnico, mas um conceito estético e uma ideia arquitetônica.

Planta do local

As plantas do local são outro modelo muito comum em obras arquitetônicas e de construção. Sua função é mostrar como o lote preenche o terreno, mostrando a ocupação do terreno e a localização dos cômodos, incluindo a relação com a luz solar.

 

 

 

 

Gostou do Conteúdo Compartilhe!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Abrir bate-papo
Posso Ajudar?
Olá, de qual informação de projeto você precisa?