():

Blog Projetar

Dicas para criar planta baixa – parte 1

Dicas para criar planta baixa – parte 1

As plantas baixas são o trabalho do arquiteto profissional.

Quem é novo no ramo tem algumas dúvidas, então neste artigo trazemos 5 dicas para fazer uma planta de casa:

 

1) Primeiro desenhe o terreno

Para fazer um plano, é melhor que um profissional desenhe primeiro as dimensões do imóvel, levando em consideração as dimensões exatas descritas na escritura.

Você pode solicitar este documento ao seu cliente.

Esta fase inicial desempenha um papel importante, pois a casa será construída neste terreno.

Leve essa dica ao pé da letra, pois a planta inteira tem que caber no espaço, o que significa que ela fica confinada ao espaço que a terra tem.

Vale lembrar que os profissionais têm duas opções para colocar isso em prática:

 

1- Desenhando à mão em uma placa de sulfite: este método tradicional feito à mão

2- Inclusive use um programa com a mesma finalidade.

AutoCAD é o mais popular, mas essa tecnologia básica para arquitetos traz outros programas também, então escolha aquele com o qual você está mais familiarizado.

 

2) Identifique as necessidades

Na arquitetura, os arquitetos devem considerar as necessidades do cliente, e essas necessidades devem ser atendidas de alguma forma no projeto.

Nesse caso, se ele quiser uma casa térrea com três quartos, sendo um deles suíte, é preciso colocá-la na planta baixa, anotando a localização e o tamanho de cada quarto.

No entanto, essas necessidades não se limitam ao número de quartos ou ao seu tamanho.

É lógico que os quartos farão parte do plano, eles não foram nomeados para facilitar a construção.

No entanto, é muito mais do que isso e há outras coisas a considerar.

Pense assim:

Você deve projetar uma casa onde os ocupantes usem cadeiras de rodas para se locomover.

A casa precisa não apenas de cômodos espaçosos, mas também de itens sem barreiras para que ele possa viver bem nesse espaço.

 

3) A escala na planta baixa é 1:50

Esta escala também deve ser usada se o plano foi criado em um computador com o programa de sua escolha.

Basicamente, cada centímetro de uma régua equivale a 50% de um metro.

É como se cada metro do seu prédio fosse representado a cada dois centímetros, o que é uma medida apropriada para plantas reais dentro do papel.

Se você gosta de desenhar plantas à mão, prefira o papel tamanho A3, ideal para esse tipo de trabalho.

 

4) Não se esqueça da iluminação e ventilação

Uma planta baixa não é apenas um desenho do piso de uma casa, ela traz mais personalidade ao desenho do que apenas a sala e seus limites.

Quando um arquiteto projeta uma casa, ele não inclui apenas o tamanho e o número de cômodos etc.

Seu trabalho também inclui mirantes que permitem que os edifícios sejam ventilados e iluminados mesmo com luz natural.

Por isso, ele precisou desenhar alguns contratempos e outras características no papel para dar à casa a luz e ventilação necessárias, além de satisfazer os desejos do cliente.

Por exemplo, se ele precisar de uma casa ventilada quando estiver quente, mas também quente no inverno, o projeto precisa conseguir isso.

 

5) Permitir contratempos

Todo país tem alguns contratempos, e as prefeituras das cidades onde os projetos estão localizados podem dizer exatamente o quanto eles medem, porque cada cidade tem o seu.

Vale lembrar que, em alguns casos, o tamanho de cada região também irá variar, por isso é importante conhecer essas informações antes de iniciar o planejamento.

Gostou do Conteúdo Compartilhe!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Abrir bate-papo
Posso Ajudar?
Olá, de qual informação de projeto você precisa?